top of page

A VIDA É CURTA E PRECIOSA DEMAIS PARA NÃO FAZER O QUE TE FAZ FELIZ

E você, sabe o que te faz feliz?


Parece uma frase “clichê”, utópica e possível apenas para um percentual muito pequeno de pessoas, mas a verdade é que poucas são aqueles que realmente sabem responder o que os faz feliz.


Na maior parte das vezes, temos muita clareza sobre aquilo que não nos faz feliz. A chance de conseguirmos responder o que não gostamos, o que nos cansa, que causa fadiga, nos irrita e não mobiliza em nós vontade de fazer, é infinitamente maior do que a clareza de “isso me faz feliz, isso me realiza, isso me motiva, isso é o meu propósito”.


No entanto, ter clareza e poder selecionar as situações que nos trazem felicidade exige de cada um de nós uma reflexão muito maior. Ao longo da trajetória de cada um existem inúmeras situações que são “obrigatórias e impostas” porque vivemos em sociedade, e sim, elas são fundamentais.


O problema é não sabermos o que nos faz feliz, pois se não sabemos, não podemos traçar um caminho até ele. E quando me refiro a fazer, não estou limitando a atividade profissional, muito pelo contrário. A profissão tem sim uma parcela muito importante na vida de cada um, mas estou falando no sentido mais amplo da vida.


Não fazer coisas que nos trazem felicidade, que tenham propósito, nos leva a uma vida de cumpridores de tarefas e responsabilidades sociais, apenas. Se torna uma vida vazia, uma angústia incessante de que temos obrigações a cumprir com os outros e com a sociedade. O nosso desejo, o nosso bem-estar, a nossa felicidade, fica sempre em último plano, fica na última linha da lista de coisas a fazer.


Existe uma listinha social, por vezes invisível, mas que está sempre influenciando as nossas decisões: crescer, estudar, se formar, ter uma carreira de sucesso, casar, ter filhos, envelhecer, morrer. Será que no meio dessa listinha tem “ser feliz?”


O que te faz feliz é trabalhar com aquilo que você ama? É ter tempo de estar com a sua família? É poder encontrar os amigos no final de semana e tomar uma cerveja? É chegar em casa à noite e poder assistir aquela série? É viajar e poder conhecer lugares, pessoas e histórias?


Se sabemos o que nos faz feliz, temos uma grande oportunidade nas mãos, traçar um caminho, concluir etapas e chegar até ele (eles). Me parece uma vida com muito mais propósito estar em busca das coisas que te fazem feliz, o que você acha?


A vida é curta e preciosa demais para não fazer aquilo que nos faz feliz! O autoconhecimento é um caminho poderoso para a mudança que buscamos.

Comments


Commenting has been turned off.

Cadastre seu e-mail para receber os novos conteúdos ;)

bottom of page